Sob protestos e com Deivid de técnico, Fla supera Flu no Maraca

FLA X FLU - CARIOCA

O Fla x Flu deste domingo contava com um “q” de decisão. A partida era importantíssima para as pretensões do tricolor no Campeonato Carioca, já que a equipe das Laranjeiras está fora do G4. Já para o Flamengo era a manutenção da liderança da competição. E ela não foi tão difícil como os flamenguistas imaginavam. Bem postado na defesa e aproveitando a velocidade do seu ataque, o rubro-negro venceu por 3 a 0 com gols de Jonas, Alecsandro e Matheus Sávio. Por tabela, ainda deixou o rival mais longe das finais da competição. O tricolor, com 28 pontos, agora precisa vencer o Madureira na última rodada para chegar às semifinais. O Flamengo chega aos 35 pontos e mantém a liderança do Cariocão. Tanto o duelo do Flu com o Madureira quanto o confronto do Flamengo com o Nova Iguaçu na última rodada da primeira fase da Taça Guanabara acontecerão na quarta-feira. Ao final do jogo, o Flamengo ainda recebeu a taça do Superclássicos.

O clássico começou com protestos fora de campo. Torcedores do Flamengo nos arredores do Maracanã demonstraram apoio ao técnico Luxemburgo, que foi suspenso pela Federação Carioca. Os torcedores utilizaram mordaças para protestar. O mesmo fizeram os jogadores dos dois clubes.

O Flamengo não pôde contar com o seu treinador neste domingo diante do Fluminense. Suspenso por criticar a Ferj, Vanderlei Luxemburgo deu lugar a Deivid no banco de reservas. Mas, quem foi o nome do primeiro tempo foi o volante Jonas. O jogador arriscou um belo chute de fora da área, aos 17’, aproveitando falha de Diego Cavalieri, que se posicionou mal.

Com a vantagem, o Flamengo passou a tocar ainda mais a bola, marcar com eficácia e jogar nos contra-ataques, aproveitando a velocidade de Marcelo Cirino. Porém, as chances foram poucas na etapa inicial, de ambos os lados.

Pelo lado do Fluminense, o nervosismo tomou conta do time. Fred chegou a se desentender com Bressan, Pará e Paulo Victor. No lance com o goleiro, levou um cartão amarelo. Esse cartão acabou prejudicando o jogador alguns minutos depois.

Aos 28`, o atacante caiu na entrada da área e pediu falta. O árbitro entendeu que Fred similou e acabou levando o segundo amarelo, consequentemente, foi aplicado o vermelho. O jogador deixou o gramado revoltado e soltando farpas contra a Federação.

Com Frauches no lugar de Jonas, o Flamengo começou a etapa complementar pressionando. Se fazendo valer de um homem a mais e da velocidade de seus jogadores, o rubro-negro tentou se impor no início do segundo tempo. No contra-ataque marcou o segundo. Aos 10`, o atacante avançou e bateu rasteiro, sem chances para Diego Cavalieri.

O Fluminense não conseguia se encontrar e era totalmente dominado pelo Flamengo. Quando chegava ao ataque, esbarrava no goleiro Paulo Victor. Em uma dessas chances, o camisa 1 salvou em chute de Gum.

O Flamengo ainda teve um gol anulado aos 40` com Alecsandro. Com a vantagem de dois gols, o Flamengo tocou a bola até chegar ao terceiro. Em contra-ataque mortal, Matheus Sávio fechou o caixão.

 

 


Deixe uma resposta