No primeiro duelo da semi, Fla e Vasco ficam no empate sem gols

FLA X VASCO2

Flamengo e Vasco duelaram neste domingo, no Maracanã, pela primeira partida da semifinal do Carioca. E, como já se esperava de um Fla x Vas, o confronto foi “quente” e com jogadores de ambos os times reclamando da arbitragem. O Vasco pela não expulsão de dois jogadores do Flamengo e os rubro-negros pelo árbitro ter terminado o jogo em um bom contra-ataque no final do segundo tempo. Porém, quem também pode ter saído do estádio reclamando pode ter sido as torcidas. Tanto Flamengo quanto Vasco despediçaram grandes chances nos 90`. O cruzmaltino foi melhor durante toda a partida, e o 0 a 0 deixou o torcedor com o gostinho amargo. Já o flamenguista também saiu na bronca, mas não pelo resultado e sim pelo o que o Flamengo não apresentou na tarde deste domingo. Completamente desorganizado, o rubro-negro jogou com o regulamento debaixo do braço e foi muito mal na partida. Se não fosse Paulo Victor, o resultado poderia ter sido outro. Saiu no lucro com o empate sem gols.

Os rivais voltam a se enfrentar no próximo domingo, novamente no Maracanà, às 16h. O Flamengo segue com a vantagem do empate, enquanto para o Vasco só a vitória interessa.

Quem precisava do resultado era o Vasco, já que o Flamengo jogava pelo empate. E parece que a equipe de Luxemburgo jogou o primeiro tempo com o regulamento debaixo do braço. Viu o cruzmaltino tomar a iniciativa do jogo e pressionar nos primeiros minutos.

Porém, mesmo com domínio das ações o Vasco teve pouquíssimas chances claras de gols. A mais perigosa foi uma cabeçada de Luan, aos 33`, que Paulo Victor fez grande defesa. Diferente do Flamengo. O rubro-negro, que só melhorou com a entrada de Everton – no lugar de Jonas que estava nersovo e levou um cartão amarelo no início da partida por falta forte – , teve pelo menos três chances claras de abrir o placar. Duas com Marcelo Cirino e outra com Gabriel.

A primeira aos 25`. Após boa jogada de Gabriel, Marcelo Cirino – dentro da área – não conseguiu chegar. Quase dez minutos depois, em contra-ataque, Gabriel mandou por cima da meta de Martins Silva. Aos 36`, Marcelo Cirino teve a chance de colocar o Flamengo na frente, mas o atacante bateu em cima do goleiro vascaíno.

Flamengo começou o jogo nervoso. Se o primeiro tempo esquentou no lance de Jonas, o segundo não foi diferente. Wallace fez falta em Rodrigo no ataque e também acabou amarelado, logo aos 4`.

Truncado e muito brigado, o duelo na etapa complementar também teve raras chances para ambos os lados. Assim como no primeiro tempo, o Flamengo quando chegava assustava mais. Aos 11’, o rubro-negro poderia ter feito o primeiro. Canteros cobrou falta e Martin Silva salvou. A resposta do Vasco veio aos 17`. Rafael Silva arriscou o chute de fora da área e Paulo Victor se esticou todo para fazer uma defesaça.

Depois de um início truncado, o Vasco voltou a dominar. Concentrado e mais organizado, não deixava o Flamengo ficar com a bola. Aos 37`, novamente obrigou Paulo Victor a fazer grande defesa. Bernardo, livre dentro da área, chutou forte em cima do goleiro rubro-negro. Para piorar, Pará fez um recuo estranho no finalzinho do jogo e quase comprometeu Paulo Victor, que salvou mais uma e garantiu o empate sem gols.


Deixe uma resposta