Fla vence, mas perde a chance de assumir a ponta do Cariocão

FLA X BANGU

O Flamengo entrou em campo nesta quarta-feira, pelo Campeonato Carioca, podendo assumir a liderança da competição, já que o Botafogo tropeçou diante do Barra Mansa. Mas, para isso, precisava vencer por dois gols de diferença o Bangu. Até chegou a estar liderando, mas se não fosse o primeiro tempo ruim e a infinidade de gols perdidos na etapa complementar, poderia ter saído do Maracanã com um placar melhor do que os 2 a 1, que deixou o rubro-negro na segunda posição do torneio com os mesmos 29 pontos do alvinegro. O alvirrubro segue com 16 pontos na oitava posição.

O próximo adversário do Flamengo é o Bonsucesso, no sábado, às 16h, no Engenhão. O Bangu recebe no domingo o Tigres, no estádio Moça Bonita.

O Bangu não deu moleza para o Flamengo na etapa inicial. O alvirrubro marcou bem e tentou jogar de igual para igual. Inclusive deu alguns sustos no goleiro Paulo Victor. Apertava a marcaçäo, tentava neutralizar os espaços do Flamengo e deixou o torcedor rubro-negro com o coração na mão depois de duas bolas de fora da área, que quase surpreenderam o camisa 1 rubro-negro. O Bangu chegou a balançar as redes com Deivison, que ganhou na dividida com Paulo Victor, mas o árbitro marcou falta do jogador.

Apesar de encontrar um Bangu bem postado e disposto a dificultar a vida do Flamengo, a equipe de Luxemburgo teve algumas boas chances na primeira etapa. Porém, as melhores pararam no travessão do goleiro Márcio.

A primeira bola na trave foi em uma cabeçada de Eduardo da Silva após bom cruzamento de Thallyson. A outra foi resultado de boa tabela entre Gabriel e Marcelo Cirino, mas, depois de beijar o travessão, a defesa banguense afastou o perigo.

Mesmo com as duas bolas na trave, a torcida flamenguista não perdoou o time no intervalo e vaiou bastante.

O Flamengo sabia que para conseguir a liderança do Campeonato precisava de gols. E, para isso, a postura no segundo tempo teria que ser completamente diferente da que foi no primeiro tempo. Por isso, Luxemburgo promoveu a entrada de Everton e Jorge.

Com as mudanças, o Flamengo começou pressionando o Bangu, e a pressão foi convertida em gol logo no início. Aos 6`, Marcelo Cirino, o melhor em campo, deu uma de garçom e serviu Alecsandro: 1  a 0. Dois minutos depois, novamente Cirino foi decisivo dando início a jogada do segundo gol. O atacante roubou a bola e lançou Luiz Antônio, que tocou para Pará ampliar.

O Bangu tinha dificuldades de exercer a mesma marcação da etapa inicial  e quase viu o Flamengo marcar o terceiro em “bomba” de Luiz Antônio de fora da área. Porém, dois minutos depois ganhou sobrevida com belo gol de Almir.

Se pelo lado do Flamengo Cirino e Luiz Antônio se destacavam, pelo lado do Bangu o destaque era o goleiro Márcio. Novamente o camisa 1 banguense salvou o time. Após boa jogada de Pará, Everton – dentro da área – chutou. O goleiro fez grande defesa.

O rubro-negro seguiu pressionando até o apito final, mas perdeu uma infinidade de gols e ainda viu no ultimo minuto o Bangu quase empatar a partida após cobrança de falta de Almir.


Deixe uma resposta