Fla melhora no 2° tempo e vence Resende pelo Carioca

 

Foto: Fim de Jogo
Foto: Fim de Jogo

 

 

Parecia que o Flamengo passaria sufoco neste sábado à noite, no Raulino de Oliveira, diante do Resende, pela terceira rodada do Campeonato Carioca. Como o adversário dificultava a vida do time rubro-negro, marcando bem e indo para cima, e Arthur Maia um tanto tímido no jogo, o primeiro tempo terminou zerado. Porém, para alívio dos rubro-negros, a segunda etapa foi melhor para o time de Luxemburgo, que conseguiu marcar duas vezes e conquistar a vitória por 2 a 1. O triunfo levou o Flamengo a sete pontos e, por enquanto, divide a liderança com o Botafogo. Já o Resende permanece com quatro pontos e é o sétimo colocado.

As duas equipes voltam a campo na quarta-feira. O Resende enfrenta em Conselheiro Glavão o Madureira, enquanto o Flamengo recebe a Cabofriense no Maracanã.

A moleza que o Flamengo encontrou no duelo com o Barra Mansa, na última quarta-feira, ele não teve neste sábado com o Resende. O Gigante do Vale não facilitou a vida do rubro-negro na terceira rodada do Campeonato Carioca. Marcou bem o time de Luxemburgo e fez um primeiro tempo equilibrado com a equipe da Gávea.

O duelo nos primeiros 45’ foi bastante movimentado. Sem medo do Flamengo e marcando a saída de bola, o Resende deu trabalho ao goleiro César, apesar da etapa inicial ter poucas chances claras de gols.

O Flamengo começou bem, buscando tomar a iniciativa da partida, mas aos poucos foi permitindo ao adversário equilibrar as ações do jogo. Teve pelo menos três boas chances de abrir o placar. Uma em cruzamento de Pará, que a zaga do Resende afastou, outra em chute forte de Marcelo Cirino, que o goleiro defendeu em dois tempos, e a mais perigosa com Wallace. O defensor recebeu de Canteros, invadiu a área e chutou. A zaga do Resende tirou em cima da linha.

O Resende começou a etapa final pressionando no campo de ataque, enquanto o Flamengo tentava passar do meio de campo. Quando o fez, Canteros acertou lindo cruzamento para Marcelo Cirino tentar de cabeça, mas o goleiro Arthur foi bem no lance e fez a defesa. A resposta do Resende veio em seguida com uma bola na trave, após César sair mal do gol.

Marcelo Cirino era quem mais aparecia no Flamengo. Tanto que aos 15’, ficou cara a cara com o goleiro do Resende, que fechou bem o ângulo e evitou o gol. Porém, dois minutos depois o goleiro nada pôde fazer. Cirino deu belo passe para Anderson Pico que chutou de fora da área sem chances para Arthur.

Apesar do gol sofrido, o Resende não se intimidou e seguiu tentando jogar de igual para igual com o Flamengo. Mas, aos 26’, veio o balde de água fria. Admilton tentou parar Marcelo Cirino dentro da área e empurrou o atacante do Flamengo. Pênalti! Alecsandro cobrou e aumentou.

O gol de honra do Resende veio em uma infelicidade de Anderson Pico. O lateral tentou cortar um cruzamento e acabou mandando contra o próprio patrimônio. No lance seguinte, em jogada de Pará quase o Flamengo marcou o terceiro. A defesa do Resende se atrapalhou e quase fez contra.

O rubro-negro ainda reclamou uma outra penalidade, dessa vez em cima de Everton, que teve a camisa rasgada ao ser puxado, dentro da área, por Cássio. No mais, administrou o resultado e tocou a bola até o apito final. Alecsandro ainda teve uma boa chance no final do jogo, mas bateu em cima do goleiro do Resende.

 

 

 

 

 


Deixe uma resposta