Fla faz dois e elimina jogo de volta da Copa do Brasil

Foto: Reprodução de TV.
Foto: Reprodução de TV.

A segunda fase da Copa do Brasil teve início para o Flamengo nesta quarta-feira. Depois da eliminação no Campeonato Carioca para o Vasco, o rubro-negro encarou o Salgueiro/PE no estádio Cornélio de Barros em busca da classificação direta para a próxima fase da competição, já que se vencesse por dois gols de diferença eliminaria o duelo de volta. E foi o que aconteceu. Com gols de Arthur Maia e Marcelo Cirino, que desencantou depois de um período de jejuns de gols, bateu o Carcará por 2 a 0 e agora aguarda o vencedor de Náutico x Paraná. Até lá se prepara para a estreia do Campeonato Brasileiro diante do São Paulo, no Morumbi. O rubro-negro estreia na competição no dia 10 de maio.

Poderia ter sido de mais no primeiro tempo. Mas o Flamengo foi econômico. Dominando completamente a etapa inicial, o rubro-negro foi senhor do jogo. Presssionou, teve a bola nos pés (foram mais de 70% de posse de bola) e não deixou o Salgueiro gostar da partida. Paulo Victor foi um mero espectador do jogo.

Com o trio Arthur Maia, Everton e Marcelo Cirino jogando bem, não saiu da área do Carcará. Porém, pecou nas finalizações. Faltou pontaria ao rubro-negro carioca nos primeiros 45`. Everton, Marcelo Cirino e Arthur Maia tiveram diversas chances, mas pegaram torto na bola e mandaram longe do gol de Luciano. Quando Cirino conseguiu mirar certo no gol, a bola bateu na trave, após o goleiro do Salgueiro dar rebote em chute de Anderson Pico. Porém, o árbitro já assinalava impedimento.

A insistência rubro-negra foi premiada apenas no final da etapa. Aos 39`, Arthur Maia fez boa jogada com Márcio Araújo, que devolveu para o meia acertar um belo chute e pôr os cariocas na frente do placar.

A etapa final teve início com um lançamento açucarado de Anderson Pico para acabar com jejum de gols de Marcelo Cirino, que pegou muito bem e ampliou aos 2`.

O Flamengo manteve a pressão imposta no primeiro tempo. Porém, quase viu o Salgueiro renascer no jogo em bobeira de Bressan. O zagueiro cabeceou contra o próprio patrimônio e quase comprometeu Paulo Victor, no melhor lance do Salgueiro na partida. Mas a bobeada de Bressan foi só um susto. O Flamengo seguiu com o domínio da partida, tanto que Marcelo Cirino chegou a colocar outra bola na trave.

Administrando bem o resultado e sem sofrer pressão do adversário, mesmo o Salgueiro tentando sair mais para o jogo do que no primeiro tempo, o técnico Vanderlei Luxemburgo aproveitou para testar o recém contratado Almir, que só apareceu no jogo aos 29`. O jogador recebeu excelente passe de Gabriel e chutou forte assustando o goleiro pernambucano.

O Salgueiro tentou como pôde arrancar um golzinho e levar o jogo para o Rio de Janeiro. Ao final do jogo, ficou com um homem a mais, já que Gabriel foi expulso aos 39`, mas não conseguiu diminuir e deu adeus à Copa do Brasil.


Deixe uma resposta